Corpo Completamente Para Muita Fit na Sua Vida

Não tem sensação mais gostosa do que a de bem-estar... Por isso, FIT na sua vida, pois uma vida light deixa as amizades mais gostosas, os acontecimentos mais leves e transforma o exercício em muito mais do que um hábito, faz dele um prazer.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Esporte e Solidariedade

A Espaço Fit Academia, alunos e amigos deram exemplo de determinação e, principalmente, humanismo em ajudar o próximo


Com certeza o sábado do dia 8 de dezembro não será o mesmo para muita gente. Aproximadamente 150 pessoas fizeram bonito na Corrida de Natal da Espaço Fit Academia e arrecadaram muitos litros de leite para doar para o Pró-Família, Instituição Nosso Clubinho e Nave da Saudade.
Para um evento tão bonito como esse, Marco Rossi (Coruja) não poupou na organização e na escolha do local do evento: a Fazenda Santa Maria. Afinal, pessoas especiais merecem confraternizações especiais! Os detalhes encantaram e a animação dos participantes tomou conta do lugar.
Depois de correr os trajetos de 6km ou 12km, em uma prova festiva, muitos aproveitaram para comemorar um ano de muita disciplina e dedicação. Para isso, os corredores foram recepcionados com um samba no Buteco Completamente.
O evento contou com a parceria da Dei Due Blu, Antônio Bernardo, Leão Ambiental, Top Crio Tintas e Revestimentos, Bemtour Turismo, Isa Bonini Arquitetura, Carla Benedini Fotografia, Pereira Alvim, ItoGrass e Embarque Turismo.
Mais uma vez, SUCESSO TOTAL. A Espaço Fit Academia e toda a nossa equipe agradece a participação de vocês! Sem a presença dos alunos e amigos, nossos eventos não seriam os mesmos.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Esporte - Pronto para o Ironman


Rafael Falsarella representará Ribeirão Preto no Mundial de Ironman, em Kona, no Havaí
Foto: Divulgação




O triatleta ribeirão-pretano Rafael Falsarella já se encontra em Kailua-Kona, no Havaí, onde no próximo sábado (13), realizará um sonho. Ele disputará o Mundial de Ironman juntamente com os melhores e mais bem preparados atletas de todo o mundo.

A prova, considerada uma das mais difíceis do planeta, terá 3.800 metros de natação, 180km de ciclismo e 42km de corrida. Rafael se diz preparado para o desafio. “Realmente estou pronto. Não tenho nada a perder e vou dar o máximo, pode ter certeza, vou pra cima dos caras, mas também vou respeitar, porque só os melhores estarão lá, dizem que Ironman é Ironman e Kona é Kona”, disse.

Rafael se garantiu no Mundial de Kona em maio passado ao ficar em oitavo lugar na categoria 30/34 anos, no Ironman Brasil, realizado em Florianópolis. Na prova catarinense, ele terminou o percurso com o tempo de 9h26m, que espera repetir no Havaí.

Mesmo com o índice, quase que Falsarella não embarca para o Havaí. O triatleta teve seu visto negado duas vezes pelo Consulado Americano e só conseguiu o carimbo no passaporte em agosto passado, na terceira tentativa.

“Isso me cansou muito. Atrasou toda minha programação de viagem, hotel e treinos. Fiquei realmente preocupado e até chateado, porque pensava: eu fiz o meu melhor e não vou poder realizar esse sonho? Não é justo. Mas graças a Deus deu certo. Fazer esse Ironman será a realização de um grande sonho que compartilho com todos os meus amigos”, declarou.

Fonte: Jornal Tribuna

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

7 temperos que previnem doenças


As especiarias usadas na cozinha servem tanto para dar um gosto diferente aos pratos quanto para evitar desordens
Por Caroline Randmer | design Fernanda Didini | fotos Alex Silva (Saúde.Abril)

Não faltam estudos que comprovem as benesses de condimentos como o alho ou a pimenta. Especialistas ao redor do globo dedicam anos de pesquisa para decifrar cada uma das propriedades de temperos usados quase todos os dias no preparo de refeições. Com ação antioxidante, anti-inflamatória e anticancerígena — só para citar algumas —, são ótimos substitutos do popular sal de cozinha, rico em sódio. Essa estratégia, além de prevenir a hipertensão, bota para dentro do organismo uma lista de substâncias parceiras capazes de afugentar diversas enfermidades. SAÚDE selecionou sete ingredientes bem conhecidos no mundo da culinária que, segundo cientistas, merecem destaque especial na despensa.


Alho contra intoxicação 

Uma pesquisa da Universidade do Estado de Washington, nos Estados Unidos, revela que um de seus compostos, o sulfureto de dialilo, combate a Campylobacter, uma bactéria que contamina alimentos, causando febre e diarreia. No caso, por estranho que pareça, o benefício viria até ao limpar os utensílios com o tempero. “E, quando consumido cru, algumas de suas enzimas eliminam as toxinas do organismo”, explica a nutricionista Mirela Fernandes, da Naturalis, em São Paulo.

Orégano para o bem da próstata 

A erva originária do Mediterrâneo carrega uma substância que ajuda a debelar tumores nessa glândula. É o que confirmam os cientistas da Universidade de Long Island, nos Estados Unidos. “Não se sabe muito bem como, mas uma de suas substâncias, o carvacrol, induz o suicídio das células omprometidas pelo câncer na próstata”, conta a nutricionista Mariana Casseb, do Instituto do Coração, o InCor, em São Paulo.

Alecrim para diabético 

Um estudo da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo testou o efeito do extrato dessa erva em animais com diabete. “Os compostos fenólicos do alecrim combatem os radicais livres e reduzem o risco de complicações ligadas à doença, como estresse oxidativo das células e várias inflamações”, ensina a nutricionista e responsável pela pesquisa, Ana Mara de Oliveira. O alecrim ainda inibe a multiplicação do vírus da gripe.

Açafrão anticâncer 

Depois de muitas análises, especialistas da Universidade dos Emirados Árabes Unidos classificaram o tempero como um aliado na luta contra o câncer de fígado. “Ele funciona como um quimioterápico leve e inibe a proliferação das células cancerosas”, esclarece o professor de biologia molecular e principal autor do trabalho, Amr Amin. O condimento também recebe o selo de antioxidante por sua capacidade protetora do DNA e pela prevenção do envelhecimento precoce.

Curry para as defesas 

A curcumina, um dos componentes desse pó picante e amarelo, dá uma força ao sistema imunológico. “A substância aumenta os níveis de uma proteína que protege contra bactérias e vírus”, explica o bioquímico Adrian Gombart, da Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos. Ele é um dos autores do trabalho que comprovou essa ação. O curry deixa nossas defesas mais do que operantes e nos livra de infecções, principalmente as gastrointestinais.

Salsa para o sangue 

Um estudo conduzido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro aponta que a popular salsinha auxilia na prevenção da trombose, ou seja, ela inibe a formação de coágulos. “Além de propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, esse tempero aumenta o calibre dos vasos”, enumera a nutricionista Ana Miguez, do Paraná. O condimento também evita o aparecimento de alguns tipos de câncer, como o de pulmão.

Pimenta contra quilos extras 

Também conhecida como pimenta-do-reino, a especiaria, há muito utilizada na medicina oriental, revelou-se como uma nova arma contra a obesidade. Segundo pesquisa publicada na revista científica ACS Journal of Agricultural and Food Chemistry, o benefício se deve à piperina. “Essa substância reduz a atividade dos genes formadores de células de gordura”, afirma a nutricionista Susane Kirchheim, do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.



terça-feira, 7 de agosto de 2012

Comer verduras e fazer exercício altera o seu DNA

Novos estudos revelam que a boa alimentação e os hábitos saudáveis são ainda mais importantes do que se imaginava - porque têm o poder de ligar ou desligar os genes humanos

por Eduardo Szklarz (Superinteressante)


Todo mundo sabe que fazer exercícios e comer verduras faz bem. Mas novos estudos estão revelando que esses hábitos são ainda mais poderosos do que se imagina: eles podem mudar o seu DNA, alterando o funcionamento dos genes.

A prova disso surgiu em um estudo realizado por cientistas da Universidade de McGill, no Canadá. Eles acompanharam 27 mil pessoas que possuíam o gene 9p21 -que aumenta o risco de doenças cardíacas. Nos voluntários que consumiram uma dieta rica em vegetais, esse gene parou de funcionar. Isso acontece porque o microRNA, molécula presente no material genético das plantas, interage com o DNA humano - tendo o poder de ativar ou desativar nossos genes. "Além dos nutrientes das plantas, também estamos comendo informações que podem regular nosso material genético", diz o líder do estudo, o bioquímico Chen-Yu Zhang, da Universidade de Nanjing, na China.



Já a atividade física é capaz de mexer com o DNA dos músculos. Quando você se exercita, entram em ação enzimas que alteram o funcionamento dos genes dos músculos. "Elas reprogramam o tecido para que ele queime gordura e açúcar de forma mais eficiente", diz a cientista Juleen Zierath, do Instituto Karolinska, na Suécia. Em ambos os casos, as alterações são temporárias. Se você parar de se exercitar ou comer verduras, seus genes voltam ao estado anterior. A chave da vida saudável está programada no seu código genético - mas também depende de bons hábitos no dia-a-dia.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

quinta-feira, 12 de julho de 2012

TREINÃO NEW BALANCE/JAZZY




No dia 21/07 (sábado) faremos nosso grupo de corrida em frente à loja Jazzy (ao lado da personal)
com as distâncias de 3, 5 e 10Km;

A NB fornecerá 50 pares de tênis para teste drive para os 50 primeiros inscritos!

A inscrição é gratuita e deve ser feita por todos com número do calçado de corrida em nossa
recepção!

Teremos também um café da manhã após a corrida!

Início do evento: 8h

Divulguem para todos os alunos!

Estaremos com toda nossa estrutura no evento, gostaria de contar com a presença de todos
os professores, afinal essa é uma parceria do interesse de todos!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Pilates para todas as idades

Com o passar do tempo, o pilates se adaptou às particularidades de cada etapa da vida: crianças, adultos, gestantes e idosos podem investir no exercício




Crianças
Para o público infantil, os métodos são lúdicos e geralmente não se usam os aparelhos. Um benefício é a melhora da postura e o conhecimento do corpo, que perdura para sempre.

Adultos
Os movimentos que visam o fortalecimento muscular, coordenação e equilíbrio garantem, no fim das contas, proteção contra lesões. Isso sem contar que há uma relação entre essa atividade física e a redução de dores, principalmente as lombares.

Gestantes
Há restrições claras, como exercícios de alta carga ou que exijam muito das articulações. Mas, seguidas essas regras, o pilates combate incômodos comuns da gravidez, além de desenvolver músculos que ajudarão a tornar o parto mais tranquilo.

Idosos
Quem lança mão da modalidade após os 60 anos apresenta um menor risco de sofrer quedas que, aliadas à osteoporose, podem causar fraturas. Só deve haver acompanhamento próximo e cuidados com doenças como a artrose. 

Versões modernas
Elas seguem os preceitos básicos do pilates, porém com algumas particularidades:

Stott
Sua proposta é trabalhar com os desvios naturais da coluna de cada um em vez de buscar uma única postura perfeita. Os exercícios tendem a ser mais suaves.

Hidro
Muitos dos gestos são similares, só que feitos dentro da piscina. Hoje, há até equipamentos especialmente desenhados para serem postos embaixo da água.

Power
É uma forma acelerada quando comparada à original. Por isso, ativa mais o sistema cardiovascular e queima calorias extras. Por outro lado, não traz tanto equilíbrio e força.

Fonte: Revista Saúde.

As duas unidades da Espaço Fit Academia oferecem Pilates. Saiba mais!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Casal que malha junto...


...malha mais e mais feliz. Conheça três histórias que comprovam a teoria

Por Marcia Di Domenico | Fotos Caio Mello (BOA FORMA)



Ginástica a dois

A disposição do seu namorado pode ser aquele empurrãozinho que faltava para você abraçar de uma vez por todas a atividade física. Se ele já a convidou para acompanhá- lo na academia e você recusou, repense sua decisão. Como vai ver nos depoimentos a seguir, quem aceitou não se arrepende. “Malhar em dupla é, sem dúvida, muito mais estimulante do que ir para a academia sozinha. Um incentiva o outro a não faltar e até mesmo a pegar mais firme no treino”, diz Almeris Armiliato, consultor de fitness, de São Paulo. No caso de namorados ou casados, a experiência também enriquece a relação. “Durante o exercício pode acontecer um clima de cumplicidade, de carinho que, às vezes, não sobra tempo para a gente ter em casa”, fala o consultor.
O contrário também pode acontecer: você convencer seu namorado a acompanhála na sua rotina fitness. O único perigo – contornável – da malhação em dupla é perder o foco no exercício em si. “Principalmente no início, é comum a dupla deixar a malhação em segundo plano e esquecer da vida conversando, o que tira a concentração”, observa Ricardo Cunegundes, consultor médico da Body Systems, de São Paulo. Problema que se resolve com um pouquinho mais de atenção nos movimentos.
Para a malhação a dois ser um sucesso, o mais importante é compartilhar uma modalidade que seja interessante para os dois e tirar dessa experiência o melhor proveito possível. Inspire-se!



Acabou o medo da concorrência

Quando Tatiana começou a namorar Thiago, campeão de jiu-jítsu, não achou que sua rotina, tampouco que o seu abdômen, iria mudar. Quando era adolescente, Tati fazia balé, mas estava parada há bastante tempo. Ela era magrinha, mas não tinha uma curva definida. “Quando viajávamos para a praia, percebia que ele olhava para as outras meninas e, às vezes, de brincadeira, me comparava com elas. Comecei a ficar insegura”, conta. “Eu olhava as fotos antigas da Tatiana e insistia que ela deveria voltar a treinar para recuperar o corpo lindo que tinha quando dançava”, diz o namorado. A insistência deu certo. Ela se matriculou na mesma academia que ele, superou sua falta de fôlego e pique e virou uma companheira e tanto para o lutador. Hoje, quatro vezes por semana, os dois se encontram na academia após o trabalho para seções de musculação, bike indoor e esteira. Depois, cada um segue para sua modalidade favorita – Thiago para o jiu-jítsu e Tati para aulas de localizada ou alongamento. Ficam cerca de três horas na academia. Com isso ela perdeu, de uma vez por todas, o medo da concorrência. De quebra, o relacionamento ficou bem mais firme. Com a malhação, eles acabam se vendo quase todos os dias e não apenas nos finais de semana, como acontecia no começo do namoro.



Mais tempo para o romance

Rafaella sempre foi malhadora de carteirinha. O marido se sentia satisfeito apenas com a partida de futebol semanal. Com a exceção do mergulho, que os dois curtem e praticam esporadicamente, a rotina de atividade física do casal era assim, discordante. Tudo bem, até que começou a faltar convivência. “Eu saía muito cedo para trabalhar e quando voltava, à noite, a Rafaella estava na academia. Acabava jantando sozinho e o tempo que tínhamos para conversar era de apenas uma hora, pois também vou para a cama cedo”, recorda Dan. “Ele começou a se queixar porque nunca jantávamos juntos. Como não queria abrir mão da malhação, fui tentando convencê-lo com jeitinho de que, se ele se matriculasse na academia, o problema da falta de tempo estaria resolvido. Durante um ano inteiro, levava folders que mostravam o ambiente, contava histórias de como o pessoal era bacana, até que um dia, quando estava saindo para malhar, o Dan simplesmente disse: ‘Ok, vou com você’”, conta a arquiteta. Há um ano, os dois treinam até cinco vezes por semana, juntinhos. Fazem musculação, spinning, jump e alongamento. “Ainda estou me acostumando com o ambiente porque não gosto de treinar em lugar fechado. Mas durmo melhor e o nosso relacionamento ficou muito mais saudável”, diz Dan. Além das duas horas que passam treinando, o casal volta para casa, janta, vê televisão... tudo a dois e sem stress.

Sozinha no fim de semana, nunca mais

Juliana e William se conheceram na academia há oito anos e continuam malhando até hoje. Mas, quando William decidiu entrar de cabeça na corrida, foi sozinho. “Eu o incentivava, mas não sentia a menor vontade de correr”, diz Juliana. William dedicava muitas horas do seu final de semana para os treinos e também para as provas, que normalmente acontecem aos domingos. “Era sempre a mesma coisa, não tinha meu marido durante as manhãs”, conta. Às vezes, para espantar a monotonia, Juliana o acompanhava nos treinos. “Eu me sentia um peixe fora d´água. Todos tinham a corrida em comum, terminavam a prova e conversavam sobre o desempenho, o percurso e eu não tinha nada a dizer. Por outro lado, a energia da turma era tão legal que comecei a achar que estava perdendo alguma coisa.” Depois de um ano indecisa, Juliana fez uma tentativa e foi experimentar um treino no grupo do marido. Nunca mais parou. Desde 2004, quando participaram de uma corrida pela primeira vez, a performance dos dois só melhorou e o relacionamento ganhou mais cumplicidade. “Como tenho mais experiência, dou alguns toques importantes para Ju e procuro acompanhar o ritmo dela, nem que isso signifique aumentar o meu tempo de prova”, diz. Juliana, por sua vez, tem um motivo e tanto para se derreter com essa história: “William faz questão de me dar a mão para cruzarmos juntos a linha de chegada. Assim, nunca vou parar de competir!”

terça-feira, 5 de junho de 2012

Beber água no inverno é tão importante quanto no verão!


Ao contrário do que muita gente pensa, beber água no inverno é tão importante quanto no verão. Tudo bem, em dias mais quentes sentimos mais sede, porém nosso corpo também precisa de hidratação nos dias frios (e como precisa). A água tem uma importância vital para o organismo humano, porém, nem todos consomem a quantidade suficiente para o bom funcionamento dos órgãos. O organismo precisa estar equilibrado para funcionar corretamente e qualquer excesso ou carência provoca um desequilíbrio prejudicial à saúde. Segundo a nutricionista Gyselle Rodrigues, a água ajuda a regular a temperatura corporal, por isso, precisamos consumi-la em qualquer estação do ano. “É fundamental não só para nosso metabolismo, mas também para manter a pele hidratada”. Para Gyselle, o consumo de água também ajuda a prevenir doenças pulmonares e respiratórias, características dessa época do ano.



Para quem não costuma beber água, sucos de frutas (maçã, laranja, morango, hortelã) e chás (mate, camomila, erva-cidreira e erva-doce) desempenham função semelhante.


Por Karla Precioso

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Ribeirão-pretano conquista vaga no Mundial de Ironman do Havaí


No dia 13 de outubro, Rafael Falsarella será o único ribeirão-pretano no maior campeonato de Ironman do mundo

Rafael Gonçalves



Foto: Divulgação

Frase em inglês dá boas-vindas aos mais de dois mil competidores da etapa de Florianópolis do Ironman; com a bandeira do Brasil, Falsarella comemora vaga para o Havaí, nos Estados Unidos
Considerada a competição mais difícil do triathlon, o Ironman terá um ribeirão-pretano na etapa mundial, que reunirá os melhores triatletas do planeta no dia 13 de outubro em Kailua-Kona, pequena cidade da ilha de Havaí, nos Estados Unidos. A vaga inédita de Rafael Falsarella (SME/CiaServ/São Francisco Hospital/Lago-San/Espaço Fit/GSN/BC Ciclismo) foi conquistada neste domingo (27) após 9h26min26s de natação (3,8 km), ciclismo (18 km) e corrida (42.195m) em Jurerê Internacional, praia de Florianópolis (SC), no 12º Ironman Brasil. O bom tempo lhe rendeu o oitavo lugar na categoria e o 37º no geral, entre mais de dois mil competidores.
Assim como todas as outras 24 provas classificatórias do calendário, a de Florianópolis distribuiu 50 vagas da etapa mundo aos triatletas amadores e pontos para os profissionais. A quantidade de vagas por categoria foi definida através do número de participantes. Assim, a de Falsarella (30 a 34 anos) teve nove em disputa. O Ironman Brasil recebeu 382 inscrições de triatletas da mesma categoria do ribeirão-pretano. Mas 36 não participaram e outros 45 abandonaram a competição no meio do caminho.
"Este ano foi uma prova muito difícil, até para os profissionais. O mar estava mais agitado, o vento difultou o ciclismo e, para a corrida, estava um tempo muito quente. Mas meu objetivo era esse. E consegui", comemorou Rafael Falsarella. O triatleta de 30 anos ficou à frente de outros 374 adversários que buscavam passaporte para o Havaí.
Foi a segunda tentativa do ribeirão-pretano em conquistar vaga para a etapa mundo do Ironman. No ano passado, também na capital catarinense, Falsarella completou a prova em 9h27min51s, ficando em 17º na categoria. "Em 2011 eu fiquei a sete minutos da vaga", contou. Agora com passaporte assegurado, ele precisará de descanso. "Estou bem machucado, ando mancando. É muito desgaste."
Com vaga no Havaí, triatleta descarta o Mundial da Espanha
A dificuldade por conseguir apoio financeiro obrigou o triatleta Rafael Falsarella descartar a vaga que havia conquistado em março deste ano para o Mundial de Triathlon de Vitória-Gasteiz, na Espanha. Ele priorizará a etapa mundo do Ironman, no Havaí.
"Não dá para eu ir nos dois, os custos são altos. Por isso, se eu conseguisse vaga para o Havaí, deixaria o Mundial da Espanha", afirmou Falsarella. Para ir ao Mundial de Ironman, o triatleta precisou pagar uma inscrição de 750 dólares.
A classificação para competição espanhola, programada para o dia 29 de julho, foi conquistada por ter terminado o Brasileiro de Longa Distância, no Ceará, entre os dez melhores. A vaga tem validade de dois anos e, por isso, ele poderá disputar o mesmo Mundial em 2013.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Fit na Mídia

Para quem não viu, o nosso professor Joãozinho saiu na Revide!

 (clique na imagem para ampliar)


sexta-feira, 4 de maio de 2012

Espaço Fit em Mococa

Hoje achamos mais uma publicação da Espaço Fit em jornais da região. A turma Fit que fez a Maratona do Chile está estampando as páginas do Jornal de Mococa! Show!

Nossos agradecimentos ao colunista Amir Calil Dib.


quarta-feira, 25 de abril de 2012

A mastigação que emagrece


Com o prato feito, não há mais o que fazer pela sua cintura, certo? Errado. A própria forma como o alimento é processado pela boca faz toda a diferença na balança

por Theo Ruprecht • design Fred Scorzzo e Laura Salaberry • foto Dercílio – Saude.abril.com.br


Estômago, intestino, pâncreas, fígado...Esses e outros órgãos participam da digestão de qualquer comida — e realizam seu trabalho com autonomia total. Mesmo assim, não dá para dizer que o sistema digestivo é independente do começo ao fim. Isso por causa do abrir e fechar da boca, responsável pela quebra de certos nutrientes em partículas menores e, logo, mais fáceis de ser trabalhadas. Acontece que, seja pela enorme quantidade de tarefas do dia a dia, seja pelo costume, até as mordidas estão sendo automatizadas para abreviar o tempo à mesa.

E essa pressa, por sua vez, vem se mostrando mais nefasta do que se imaginava, inclusive para quem pretende manter o corpo em forma. Em um estudo da Universidade Oxford Brookes, na Inglaterra, voluntários que mascaram cada porção por 35 vezes simplesmente comiam menos quando comparados aos glutões que só repetiam o movimento dez vezes. "A própria contração muscular serve de estímulo à liberação de substâncias responsáveis pela sensação de saciedade", explica o nutrólogo Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia, em Catanduva, no interior paulista. Em outras palavras, mastigar o que você ingere por poucas vezes implica voracidade intensa e prolongada, o que costuma terminar em comida demais no estômago. Aí, a barriga cresce.

Mais do que a quantidade de dentadas, a maneira como elas são distribuídas pode aplacar ou fomentar o apetite. Um experimento brasileiro, por exemplo, revela que a frequência de obesos que mastigam com apenas um lado da boca é significativamente maior do que a de indivíduos no peso adequado. "O contato do bolo alimentar com toda a cavidade oral aparentemente é importante à saciedade", reforça Cintia Cercato, endocrinologista do Hospital das Clínicas de São Paulo e orientadora da pesquisa. "A mastigação bilateral tem repercussão, por via nervosa, no hipotálamo, a área do cérebro que controla a fome", completa o odontologista José Amorim, da Universidade Estadual Paulista, em São José dos Campos.

Existe uma tese segundo a qual o gosto também mexeria com o apetite. Ou seja, quanto maior a intensidade do sabor, menor seria o risco de se empanturrar simplesmente para satisfazer as papilas gustativas. Mas e o que isso tem a ver com mastigação? A resposta veio da Universidade de Maastricht, na Holanda, onde cientistas observaram que o número de mordidas culminava em uma percepção aumentada do aroma e do sabor de pedaços de chocolate amargo. "O assunto é tão interessante quanto controverso", pondera a endocrinologista Rosana Radominski, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, em Curitiba, no Paraná.

Mesmo que os experts ainda vejam o tema com certa desconfiança, um fato é irrefutável: dentadas ntervaladas e tranqüilas contribuem para porções menos avantajadas inclusive pelo tempo que consomem. "A chegada dos primeiros bocados de comida ao intestino, fato que demanda alguns minutos, serve como mais um sinal de saciedade. Portanto, se a ingestão é muito rápida, a sensação de barriga cheia vem tarde demais", esclarece Rosana. Estima-se que todos os mecanismos de regulação da fome só funcionem a pleno vapor após 15 minutos desde a primeira abocanhada. Durante essa fase, é essencial maneirar na quantidade de garfadas — e abusar dos músculos que mexem a mandíbula.

Agora, por mais disciplinado que você seja, é impossível manter, só pra citar um exemplo qualquer, creme de milho na boca por muito tempo. Imagine mordê-lo 30 vezes! "Por isso, é preferível optar por alimentos mais sólidos, principalmente nas garfadas iniciais", recomenda Gerson Kohler, ortodontista e ortopedista facial da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba.

Em vez da cenoura ralada, aproveite o legume inteiro. A banana amassada pode dar lugar à fruta original. O pimentão cru é mais interessante do que o cozido, e por aí vai. No final das contas, o recado que fica é investir na consciência e na tranquilidade em todas as etapas da alimentação: da escolha do cardápio até a derradeira mordida.

A mordida que esvazia os pneus
Pequenos ajustes no modo como você tritura refeições com os dentes podem se tornar grandes ajudantes da dieta e dos exercícios na manutenção do peso

Quantidade
Antes de engolir, abra e feche o maxilar por pelo menos 30 vezes em cada ida do talher aos lábios

Duração
Tenha calma. O intervalo entre uma garfada e outra deve ser de aproximadamente 20 segundos

Qualidade
Use a língua para dividir o alimento entre os dois cantos da boca. Ao longo da mastigação, reveze-os de lugar constantemente.

Alimento
Sempre que possível, escolha as versões mais sólidas dos alimentos para que a mastigação fique lenta.

Um aparelho contra a obesidade?
O nome esquisito — dispositivo bariátrico intrabucal — esconde um método simples. Ele é uma espécie de aparelho ortodôntico a ser colocado no céu da boca em toda refeição para diminuir o espaço nessa cavidade, obrigando o indivíduo a triturar a comida antes de engoli-la. "Não há incômodo e a redução de ingestão chega a 20%. Mas o paciente precisa passar por uma avaliação, porque não é recomendado para todos", diz Kohler.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Celebridades internacionais que praticam Pilates

Fonte: Revista Pilates

O Pilates surge como novo método de manter a boa forma das celebridades no Brasil e no mundo. Além de trabalhar o corpo, aumenta a resistência física e mental o que faz dela uma ótima opção para quem precisa de um treino diário e de uma mente saudável.

Aqui estão as 5 celebridades, internacionais, que praticam Pilates diariamente.



1. Michelle Obama – A primeira dama norte-americana diz estar na melhor forma de sua vida e credita isso ao seu treinamento diário de Pilates. A melhora de seu condicionamento físico é, constantemente, destacada pela imprensa dos Estados Unidos e Michelle diz ter voltado a comer o que gosta após o resultado surpreendente dos treinamentos.

2.Kate Winslet – A vencedora do Oscar é conhecida por sua atitude e determinação e quando o assunto é saúde e bem estar, não é diferente. Seus exercícios de Pilates são feitos em casa com auxilio de um DVD, isso porque Kate precisa de um treino que não atrapalhe a sua rotina como mãe e atriz de Hollywood.

3. Jennifer Aniston – Com um grave problema no quadril, a atriz diz que o Pilates foi o principal responsável pela melhora em seu tratamento. Jennifer é fanática pelo Pilates que, segundo ela, consegue manter o corpo mais bonito e ainda se sentir mais alta!

4. Jamie Lee Curtis – Para a atriz, que esse ano irá completar 54 anos de idade, o Pilates faz com que o corpo se sinta mais jovem e, quando combinado com uma boa alimentação, pode ser fundamental para a manutenção da saúde e beleza.

5. Lucy Lawless – Famosa por sua atuações que sempre exibem e destacam seu corpo, Lucy credita a definição de suas curvas ao Pilates e indica o método para qualquer mulher
que deseja um melhor rendimento em seus treinos.

terça-feira, 17 de abril de 2012

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Fit na Mídia

Jornal Gazeta de Ribeirão - Coluna do Amir Calil Dib

(Clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 29 de março de 2012

De malas prontas

Finalmente chegou o momento tão esperado: a maratona do Chile. Depois de meses treinando, a viagem programada, os preparativos finais enchem de ansiedade os atletas. Fechar a mala bate uma insegurança para escolher os equipamentos corretos e não esquecer nada.

Para isso, montamos um pequeno bê-á-bá das malas de maratonas (ou ‘meio-maratonista’). Entretanto, sem desespero, pois não ter o equipamento adequado para fazer as provas não significa que o atleta terá de cancelar a corrida. Para tudo se dá um jeito.

O primeiro passo é separar seu uniforme de corrida: tênis, meias, óculos, frequencímetro, shorts, camisetas, tops, óculos e boné. Tudo isso é essencial, junto com o passaporte, cartão de crédito, dinheiro e o bilhete de embarque.

Uma dica para não correr risco é separar tudo isso e carregar na bagagem de mão, para evitar problemas caso a mala seja extraviada. O limite de bagagem de mão é espaço suficiente para o atleta transportar os ‘parceiros da corrida’.



Abaixo uma lista para facilitar:

- 1 par de tênis
- 1 par de meias
- Shorts ou calça para correr a prova
- Camiseta(s) para correr a prova
- Top (no caso das mulheres)
- Boné ou viseira
- Protetor Solar
- Música
- Óculos Escuro
- Gel de Carboidrato
- Garrafinha de Água
- Comprovante de inscrição e material para retirar o kit da prova
- Carteira com documentos pessoais
- Passaporte

quinta-feira, 15 de março de 2012

Tutorial do tênis

Fonte: Boa Forma

Veja o que você precisa saber antes de escolher o seu par perfeito - e também os cuidados para mantê-lo sempre em dia

É claro que a aparência do tênis é um critério a ser levado em consideração na hora da sua escolha, mas esse critério não deve ser o mais importante. O sistema de amortecimento, o formato da sola e a da ponta do sapato e, principalmente, o seu tipo de pisada devem ser algumas das suas prioridades na hora de procurar pelo companheiro ideal. No entanto, não basta comprar o modelo de última geração, se você não cuidar dele direitinho. Por isso, BOA FORMA conta também quais são os segredos para manter a saúde do seu companheiro sempre em dia!

Estável e confortável
“Um reforço interno no calcanhar, o talão, geralmente de plástico maleável e posicionado sob o tecido que reveste o tênis, ajuda a firmar o pé e evitar entorses”, alerta o ortopedista Ricardo Cury, da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo. Essa parte de trás do tênis não deve ser alta demais, pois pode gerar instabilidade e sobrecarregar os dedos.

Fique de olho também no cabedal, o corpo do tênis. A função dessa parte é proteger e firmar o pé durante a corrida. É ideal que seja feito de material leve e flexível, de preferência malha, náilon e tecidos aerados, para permitir a ventilação e não limitar os movimentos. Na parte de cima, fica o sistema de amarração. O mais adequado é o tradicional, com passantes e cadarço fino para não machucar o pé.

Amortece com leveza
Um bom sistema de absorção do impacto do pé com o chão deve ser a qualidade principal de um calçado para corrida. Seja qual for a tecnologia empregada (ar ou gel, na maioria dos casos), precisa amortecer o choque desde o calcanhar até a ponta do pé. Portanto, o dispositivo anti-impacto tem de estar na sola inteira.

Um tênis adequado para corrida deve pesar entre 300 e 350 gramas cada pé, mas há modelos tecnológicos que chegam a menos de 250 gramas. O material usado no cabedal (malha ou náilon), na entressola (borracha ou EVA, espécie de espuma usada para fazer mouse pads) e na sola (borracha mais rígida) garante essa característica, importante para o atleta se deslocar com eficiência e ganhar velocidade.

O tamanho certo
“Não pode ser apertado nem folgado demais. O ideal é comprar um modelo do seu número ou meio número maior (só os importados possuem essa numeração), considerando que você vai correr de meia e que em movimento o pé costuma inchar”, ensina o ortopedista Sidney Schapiro, especializado em traumatologia do esporte.

Descubra qual a sua pisada
Só com essa informação dá para definir o tênis ideal. “O risco de ignorar isso é machucar o pé e, com o tempo, gerar lesões nos joelhos, quadris e coluna por causa da alteração no modo de pisar”, afirma Sidney. Supinadores devem buscar um modelo com reforço extra na parte externa. Já os pronadores precisam de um tênis que ofereça um apoio a mais no arco do pé. Para descobrir, estenda uma folha de papel seca no chão e pise com o pé levemente molhado. A marca deixada vai revelar o seu tipo de pisada.

1 - Pronador
É aquele que pisa para dentro, causando desgaste maior na borda interna do tênis.

2 - Supinador
Quem tem esse tipo de pisada apoia o pé para fora durante a passada e o desgaste é maior na parte externa do tênis.

3 - Neutro
O corredor que apoia o pé no solo de modo uniforme.

Ponta e sola
“A ponta deve ser levemente voltada para cima, a fim de evitar topadas e facilitar a dobra do pé no momento do arranque”, descreve Ricardo Cury. Entressola é a parte entre o cabedal e o solado, onde, na maioria das vezes, se encontra o sistema de amortecimento. Por isso, o mais comum é que seja vazada ou constituída de um material macio, como EVA.

A sola garante tração e estabilidade e o modelo ideal pode variar dependendo do terreno em que você vai correr. Para asfalto e pistas de terra batida, deve ter rachaduras que incrementem a aderência ao solo. O modelo para trilhas acidentadas tem que possuir solado mais rígido e com travas.

Cuide do seu tênis

• Depois de malhar, coloque o tênis para arejar em um local com boa ventilação e à sombra. Não deixe-o ao sol: o calor resseca os materiais (especialmente espuma e borracha), aumentando o desgaste.

• Caso precise eliminar odores desagradáveis, aplique um odorizador, que previne e neutraliza bactérias e fungos.

• Só lave o tênis quando for realmente necessário. Ao levá-lo para o tanque, retire o cadarço e a palmilha e use sabão neutro, escova de cerdas macias e o mínimo possível de água. Jamais deixe de molho ou utilize alvejante, que pode ressecar e reduzir bastante a vida útil do calçado.

• Para secar, passe uma toalha velha por dentro e por fora, para retirar o excesso de água, e coloque-o à sombra na horizontal, com a sola virada para baixo (nunca pendure no varal).

• Se puder ter dois pares para fazer rodízio, melhor. Deixe um descansando por pelo menos 24 horas (tempo que a borracha da sola leva para voltar ao tamanho original).

quinta-feira, 8 de março de 2012

Dia das Mulheres

"Assim como a água, a MULHER é essencial em nossas vidas. Parabéns pelo seu dia.". Junto com a frase, uma colorida garrafinha de água é a nossa maneira de demonstrar o quão vocês são especiais para nós. Parabéns mulheres!



terça-feira, 6 de março de 2012

Vá de picolé!

Fonte: Boa Forma


É verão e os sorvetes no palito estão com tudo. À base de fruta, leite ou iogurte, os novos sabores variam de 30 a 264 calorias. Dependendo da escolha, dá para você se refrescar com mais de um sem correr o risco de sair da linha



Magnum Brownie, Kibon, 264 cal



Bianco Frutas Vermelhas, Jundiá, 191 cal




Fruttare Caseiro Goiaba, Kibon, 115 cal
Pistache Doc, Diletto, 100 cal
Moça, Nestlé, 95 cal
La Frutta Yogo! Pêssego, Nestlé, 30 cal

sexta-feira, 2 de março de 2012

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Saiu na Mídia

Rafael Falsarella na Revide!

(clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Track&Field 2012

Mal começou o ano e o calendário de corridas da cidade e outros destinos já têm chamado a atenção dos apaixonados pela modalidade. Pois é, são tantas opções que temos que apertar o tênis e partir para o treino, pois resistir é impossível. 
Dentre as inúmeras provas, uma bastante especial é a Track & Field Ribeirão Shopping 1ª Etapa, realizada aqui, em Ribeirão Preto, no dia 15 de abril. Ao lado da nossa academia, o evento reúne atletas de elite, amadores e aqueles que estão começando a brincar de correr. Para transformar ainda mais esse dia em especial, a Espaço Fit Academia vai estar presente (mais uma vez!!!) com toda a sua estrutura e professores, do jeitinho que você, FIT, merece!
Com certeza o apoio faz toda a diferença. E sabemos disso! Por isso, que tal já confirmar sua presença, fazer a inscrição e correr para esse evento tão lindo?! Nosso lounge estará lá, te esperando para o alongamento, para uma chegada deliciosa e toda a assistência necessária. Sem contar as conversas, o relaxamento... Ah, você que já foi sabe como é. Se nunca foi, está na hora de conhecer. E sabe por que? Porque correr é um estilo de vida e FIT é CORPO COMPLETA MENTE!!!!
Faça sua inscrição pelo site o mais rápido possível: www.trackandfield.com.br. O trajeto pode ser de 5km ou 10km.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

6 maneiras de ativar o metabolismo

Conheça os alimentos termogênicos  e o que eles podem fazer pelo seu corpinho:

Café
Tem ação digestiva e diurética, combate a formação de gases e estimula o sistema nervoso central. A substância atinge níveis máximos de 15 a 45 minutos após a ingestão e permanece ativa no organismo de três a sete horas. Portanto, se não quiser passar a noite em claro, tome a última xícara do dia no lanche da tarde.

Gengibre
Também evita a flatulência e favorece a digestão. Mas nada de chupar bala de gengibre ou mastigar a raiz coberta de açúcar ou chocolate: as propriedades estão mais ativas na raiz fresca, que pode ser usada crua, ralada sobre a salada ou batida no liquidificador junto com o suco, refogada com legumes ou verduras ou como chá - basta ferver por três minutos um pedaço de 3 centímetros, coar e tomar em seguida.

Vinagre de maçã
Muito útil no tratamento da obesidade, ajuda na redução da circunferência abdominal. "Para potencializar esse efeito, você pode ingerir 1 ½ colher de sobremesa do vinagre dissolvido em 200 milímetros de água, duas vezes ao dia, pela manhã e antes do almoço", ensina a nutricionista Joyce Gusmão.

Chá verde
Diminui a absorção de açúcar no sangue, a compulsão a carboidratos e acelera o trânsito intestinal. "Para potencializar o efeito, tome uma xícara de cinco a dez minutos antes das refeições", fala Joyce.

Laranja
A parte branca que recobre os gomos é rica em pectina, um tipo de fibra que estimula o intestino e evita a absorção de parte da gordura ingerida na refeição.

Pimenta vermelha
Aumenta a temperatura do corpo e acelera a circulação e o metabolismo em cerca de 20%.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Cuidado com a barriguinha!

Uma pesquisa inédita e novíssima, comprova que a gordura abdominal, mais conhecida como pneu, traz riscos ao coração. Faça o teste para saber se a sua circunferência está sob controle. E saiba como reverter o problema

FABIANA GONÇALVEZ



Quando sentimos que estamos acima do peso, nossa referência é geralmente a balança, as roupas mais apertadas, ou o reflexo de formas mais arredondadas, no espelho . Daí, basta fazer uma dieta, perder peso e achar que tudo está resolvido, não é mesmo? Nem sempre. Uma pesquisa inédita denominada Shape of The Nations, realizada em 27 países, incluindo o Brasil, e coordenada pelo Grupo Sanofi-Aventis com o apoio da Federação Mundial de Cardiologia (WHF), mostra que o peso não é o único quesito a considerar para verificar se estamos num patamar saudável. Tanto que, este ano, a campanha da Federação Mundial do Coração (World Heart Federation) Peso Saudável, Medidas Saudáveis tem como tema obesidade abdominal. Isso porque o problema é considerado hoje, pelos cardiologistas, um indicador básico de risco para doenças cardiovasculares, muito mais relevante que o IMC (índice de massa corporal). Porque? Concluiu-se que a gordura abdominal contribui para elevar os níveis de colesterol ruim (LDL), aumentar a resistência à insulina e as taxas de triglicérides, além de reduzir o bom colesterol (HDL).

Saliência comprometedora

Essa gordura tem chamado a atenção dos médicos, porque ela aumenta significativamente as chances de uma pessoa desenvolver doenças cardiovasculares como o infarto. Para se ter uma idéia, no Brasil, um levantamento feito pelo Projeto Corações do Brasil, coordenado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, trouxe uma resposta assustadora. Entre 1.239 pessoas, com mais de 18 anos, apenas 30% das mulheres e 55% dos homens estavam dentro dos parâmetros recomendados pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) para circunferência abdominal, ou seja: no máximo 80 cm, nas mulheres; e 90 cm para os homens. "A obesidade já é a segunda causa para ocorrência de doenças cardíacas. Ela só perde para o tabagismo. Isto é, o risco é ainda maior do que hipertensão, diabetes e colesterol elevado", certifica o cardiologista Álvaro Avezum, diretor da Divisão de Pesquisa do Insituto Dante Pazzanese de Cardiologia de São Paulo.

Para o endocrinologista Alfredo Halpern, professor da Faculdade de Medicina da USP, a obesidade abdominal é fator relevante para a chamada síndrome metabólica (doenças relacionadas ao aumento de peso). São as seguintes:

• Obesidade abdominal
• IMC acima de 30
• Dislipidemia aterogênica (triglicerides alto, menor quantidade do bom colesterol (HDL) e maior do mau colesterol (LDL)
• Tabagismo
• Diabetes
• Hipertensão arterial
• Sedentarismo
• Resistência à insulina
• Intolerância à glicose

Por isso, Halpern enfatiza que eliminar a velha "barriguinha de chope" é uma necessidade que vai muito além de um padrão estético. "A saúde de um indivíduo pode estar ameaçada não apenas pela quantidade de gordura, mas também pelo local onde está localizada. Compare: se a sua silhueta for do tipo pêra, ela se caracteriza pela tendência de ganhar peso ao redor dos quadris e das nádegas. Por outro lado, se ela parece com uma maçã, você tende a ganhar peso na região da cintura (barriga). Pronto: é exatamente aí que esse acúmulo aumenta a probabilidade de doenças do coração", alerta o médico.

Secando o abdômem

Se você se enquadra em algum desses fatores, é só olhar para os problemas de frente e vencê-los para sair da lista de riscos. Cá entre nós, com algumas mudanças no ritmo de vida, de alimentação e de atividade física, é fácil notar a diferença na silhueta. Mais importante do que isto: você está cuidando da sua saúde. "Se o caso é a obesidade intra-abdominal (pneu) é bom saber que, ao diminuir o consumo da alimentação, ou seja, aumentar os exercícios, perdemos calorias. Isso, claro, emagrece", explica Alfredo Halpern. "Faça isso assim: deixe de beliscar, coma certo a cada três, quatro horas, corte as frituras, diminua as gorduras, consuma mais frutas, verduras, legumes e carne magra. Enfim abandone os quitutes e faça algum exercício físico. Certamente haverá uma diminuição do peso corporal e também da circunferência abdominal", garante o médico. "De um modo geral, para cada 1 kg eliminado vai embora também1cm na região da cintura", complementa o endocrinologista Alfredo Halpern.

De acordo com os médicos, este é o método mais simples e confiável que existe para medir o acúmulo de gordura no abdômen. Fique de olho nela e estará riscando de sua vida, de certa forma, o perigo de desenvolvimento do diabetes e das doenças cardiovasculares:


1. Posicione a fita métrica entre a borda inferior das costelas e a borda superior do osso do quadril.
2. Relaxe o abdômen e expire no momento de medir.
3. Registre a medida.
4. Se de mais de 80 cm, é hora de entrar no regime.

Fonte: Revista Dieta Já!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Novo Horário

Pessoal, voltamos ao ritmo com tudo e a Espaço Fit Recanto está com um horário novo e recheado de atividades para você queimar calorias, tonificar os músculos e relaxar!

Aproveitem e façam várias!

(clique na imagem para aumentar)